sexta-feira, 20 de julho de 2007

VISANDO A VISAR

Fantasmas!
Habitem sua casa
não enrruguem o meu rosto
pois tenho que viver.

Vampiros!
Ao sugarem minhas cargas,
D´agua vos aviso!
Sei onde carregar.

Não temo porque
tamanho é o termino
disso tudo.

Tamanha é a cólica
desta coisa
que completa e consiste
de maneira coincidente,
em não querer consertar.

O vibrar do versejar
vem do V maiúsculo da vontade,
e por estas linhas vejo vaidosamente
que posso velejar pra longe
viajar fronteiras
vos expulsar!

Novo Monte

Um comentário:

barb michelen disse...

Hello I just entered before I have to leave to the airport, it's been very nice to meet you, if you want here is the site I told you about where I type some stuff and make good money (I work from home): here it is